segunda-feira, 30 de maio de 2011

Tasmânia


A Tasmânia é uma bela e selvagem ilha na fronteira entre a Austrália e a Antárctida. É conhecida como "O Alabama Australiano" devido à sua natureza selvagem. Montanhas altas que se cobrem de neve no Inverno, vales férteis, lagos de aguas límpidas e cristalinas, escarpas e rochedos espectaculares ao longo da costa e praias com enseadas maravilhosas, tornam esta ilha “Um mundo aparte”.


Foto: wikipedia_Bjørn Christian Tørrissen


Foi habitada primeiramente pelos aborígines que lá chegaram há 35 mil anos quando a região ainda estava unida ao continente. O primeiro europeu a pisar na ilha de acordo com relatos da época, foi o holandês Abel Tasman, em 1642. Chamou-a de Terra de Van Diemen, nome do governador das Índias Orientais holandesas. O actual nome é uma homenagem a Tasman.


Foto: www.wall321.com

Separada da Austrália continental pelos 240 quilómetros do estreito de Bassin, a Tasmânia é um território distinto do resto da Austrália. A população actual da Tasmânia é de origem inglesa ou irlandesa. A sua colonização iniciou-se em 1803 e até 1853 foi uma colónia penitenciária. Em 1901, Tasmânia, passou ser um dos estados da Commonwealth da Austrália.



Foto: www.trekearth_Copyright: Gladys Bennett


A população da Tasmânia está concentrada nas costas norte e sudeste, onde a ondulante região rural é rica e fértil e a costa é acessível e convidativa. Por outro lado, as costas a sudoeste e oeste são selvagens e remotas.


Foto:www.hdwallpaperbackground.com


Na maior parte do ano o mar castiga a costa oeste e as chuvas são intensas. No interior, as ricas florestas e montanhas do oeste e sudoeste da Tasmânia formam uma das últimas grandes áreas selvagens do mundo, quase toda ela uma região declarada Património Mundial pela UNESCO.

Foto: 1ms.net

Hobart é a capital de Estado, é uma cidade encantadora e cheia de charme. Situada no estuário do Rio Derwent e com a montanha Wellington como pano de fundo, Hobart é uma histórica cidade de tradição marinheira e com um profundo sentimento do seu passado. A mistura de casas coloniais e formosos parques, convertem-na em uma das cidades com mais história da Austrália.


Foto: wikipedia_wlcutler


A parte mais antiga da cidade abriga o parlamento e armazéns históricos como o Salamanca Place, feito de arenito, que hoje abriga restaurantes, galerias de arte e lojas de artesanato.

De salientar a Casa do Parlamento, construída por convictos em 1841, o Teatro Real, o mais antigo da Austrália, Penitentiary Chapel e Criminal Courts. Quanto aos museus, de referir o Museu de Tasmânia e a Galeria de Arte, com uma excelente colecção de arte aborígem e peças da época da colónia. O Museu Marítimo distingue-se pelas mostras que narram a história do porto, enquanto o Museu Vam Diemen´s Land Folk exibe as peças mais antigas dos pioneiros. Sobressaem, também, o Museu Allport e a Livraria de Belas Artes, os Jardins Botânicos, a Fábrica de Chocolates Cadbury Schweppes ou a Destilaria Cascade.

Perto de Hobart, a Vila de Richmond, encontram-se ruínas de alguns dos complexos penitenciários da época dos convictos estão semi-intactos, é um local a não perder.


Ponte de Richmond
Foto:wikipedia_Noodle snacks


Partindo de Hobart na direcção sul encontram-se pequenos e pitorescos povoados como Kettering, ponto de saída e chegada para Bruny Ilhand; Cygnet; Grove, com um modesto museu; Geeveston, porta de entrada ao Parque Nacional de Hartz Mountains; Dover, um porto de pescadores, ou Hasting a atrair os numerosos viajantes que procuram suas águas termais. A última povoação da zona é Lune River. Mais para o sul aparecem espectaculares gargantas e mais além, o Mar da Tasmânia.
A norte o Parque Nacional Freycinet, ocupa uma parte grande da península de Freycinet sendo famoso pela atractiva Wineglass Bay.


Freycinet
Foto:wikipedia_Mikeybear

Launceston é a segunda mais importante cidade da Tasmânia e encontra-se na saída do Rio Tamar. Casas vitorianas de madeira enfeitam as ruas montanhosas de Launceston. Nas imediações localiza-se a impressionante Cataract Gorge, onde o rio vai enchendo profundas piscinas naturais.


Launceston
Foto: wikipedia_DANIEL JULIE

No litoral norte da Tasmânia, encontram-se paisagens de inacreditável beleza, espalhadas de pequenas vilas como Westbury, com sua famosa White House; Deloraine, destacando pelo estilo vitoriano e georgiano; Mole Creek, onde abundam as grutas de pedra e abundante vida selvagem.


Deloraine
Foto: http://www.australiantraveller.com

Devonport é a porta de entrada a Tasmânia, o lugar onde atracam os férries procedentes do Estado de Vitória. Adornada por terras rurais férteis e uma faixa costeira selvagem, Devonport é conhecida pela sua cultura criativa, tranquilidade e pelo ar limpo do mar. No porto, os navios Spirit of Tasmania tornaram-se uma referência.


Foto: Wikipedia


A área declarada Património Mundial da Unesco é uma das maiores áreas de conservação na Austrália, cobrindo 13.800 km², a área constitui uma das últimas selvas temperadas no mundo. Destacam-se por exemplo o Parque Nacional Franklim Gordon Wild Rivers, que conjuntamente com o Parque Nacional South West (ao sul) e o Cradle Mountaim Lake St. Clair (ao norte), ocupam quase trinta por cento da superfície total da Tasmânia.

Foto: wikipedia_Bjørn Christian Tørrissen


Nesta área, encontra-se o pico culminante do estado, Mount Ossa, a famosa Craddle Mountain, o Dove Lake, além do Overland Track - trilha que atravessa a floresta tropical e que liga Craddle Mountain ao St Clair Lake.


Ilhas
A Tasmânia conta com várias ilhas em volta como Bruuny Ilhand, Maria Island, Hunter Island ou Robbins Island. Porém, são as Bass Strait Island, as duas mais importantes.


Foto: www.wall321.com

Port Arthur é a atracção turística mais visitada da Tasmânia. Fica numa zona originalmente habitada pelo povo Pyderrairme mas que, a partir de 1833, foi transformada num estabelecimento prisional erguido para albergar os “piores criminosos do império”. Conserva numerosas edificações coloniais como a restaurada Model Prision ou o Lunatic Asylum, convertido em museu.



Foto: wikipedia_LC95

Diabo-da-Tasmânia
A ilha da Tasmânia, foi o reduto de algumas espécies que desapareceram no resto da Oceania. O diabo da Tasmânia é actualmente endêmico desta ilha sendo o seu emblema. Encontra-se ameaçado de extinção devido a um tipo raro de cancro facial que está a reduziu drasticamente a sua população.

Foto: wikipedia_JJ Harrison


A Tasmânia é um lugar incrível com lindíssimos parques naturais, exuberante fauna e Flora, paisagens impressionantes.

Fontes e Fotos : Wikipedia; http://www.portalsaofrancisco; http://www.portaloceania.com; www.almadeviajante.com; www.australia.com; http://www.yesaustralia.com/; Pixdaus; http://www.australiantraveller.com; www.wall321.com; outros net.



Foto: wikipedia_Flying Freddy


“Quantos lugares meu Deus, para viajar! Lugares, recordados ou apenas imaginados” (Cecilia Meireles)

terça-feira, 17 de maio de 2011

Ilha de Santa Maria - Um dos Paraísos do Atlântico


Os Açores é um arquipélago lindissimo, hoje proponho fazermos uma visita virtual á encantadora Ilha de Santa Maria. Esta ilha situa-se no extremo sudeste do arquipélago dos Açores, foi a primeira ilha do arquipélago a ser povoada em 1439, situando-se a sua capital em Vila do Porto, a mais antiga das vilas Açorianas.


Foto: José Luís Ávila Silveira/Pedro Noronha e Costa


Geologicamente é a mais antiga dos Açores, com formações que ultrapassam os 8,12 milhões de anos de idade. Esta idade comparativamente avançada confere maturidade ao relevo e explica a presença de extensas formações de origem sedimentar onde se podem encontrar fósseis marinhos.

A região ocidental da ilha está recoberta por um solo argiloso de cor avermelhada, resultante da profunda alteração de piroclastos de idade pliocénica, formados quando o clima da ilha era muito mais quente e húmido do que o actual e o nível médio do mar se situaria cerca de 100 metros abaixo do actual.


Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz


A costa da ilha é em geral escarpada, atingindo os 340 metros de altura nas arribas do lugar da Rocha Alta. A ilha tem um conjunto de pontas muito pronunciadas (Ponta do Marvão, Ponta do Castelo e Ponta do Norte), demarcando algumas baías abrigadas onde aparecem praias de areias brancas (Baía de São Lourenço e Praia Formosa.


Foto: Olhares_Sofia Botelho


Ao longo das costas de Santa Maria existem alguns ilhéus e rochedos de dimensão apreciável, com destaque para o ilhéu do Romeiro (São Lourenço), o ilhéu da Vila e o ilhéu das Lagoínhas.


Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz


Tem um clima oceânico menos acentuado do que as demais ilhas do arquipélago, ameno, aproximando-se das características do clima mediterrânico, com um Verão seco e quente, bem marcado, e um Inverno suave e pouco chuvoso.

Apresenta uma baixa densidade florestal, com apenas 19 hectares de área florestada de produção, salientando-se as plantações de criptoméria nas faldas do Pico Alto. As zonas de matas são dominadas pelo incenso ("Pittosporum undulatum"), zimbros ("Juniperus") e loureiros.

O relevo e a riqueza de contrastes entre a terra e o mar, a que se associa o equilíbrio arquitectónico dos povoados, conferem grande beleza à paisagem. O ponto mais alto da ilha é o Pico Alto com 590m de onde se usufriu de uma magnifica vista panorâmica da ilha.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

A pesca é factor importante na vida da ilha, embora claramente secundário em relação à actividade aeronáutica, ao turismo e à agropecuária.

O povoamento é disperso, com as casas espalhadas por toda a ilha, formando pequenos núcleos ao longo das zonas mais ricas em água da parte ocidental e aninhadas nos vales da parte oriental. A habitação tradicional é em alvenaria de pedra, com rebocos pintados de branco, barras coloridas em torno das portas e janelas e grandes chaminés cilíndricas, fazendo lembrar as casas alentejanas e algarvias.


fotos de Helder Oliveira

■ Vila do Porto
O maior povoado da ilha e sede do concelho de mesmo nome, urbanísticamente está dividida em duas partes:
• abaixo da Igreja Matriz, onde se mantém o traçado primitivo das ruas de cariz medieval;
• acima da Igreja Matriz, de ocupação mais recente, ao longo de uma rua comprida e larga, terminando na altura da Igreja de Santo Antão.

Igreja de Santo Antão

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz


■ Vila de Anjos
Pequena localidade a norte da ilha, povoação à beira mar, pequeno porto de pesca e piscina natural, local onde Cristóvão Colombo terá rezado com a sua tripulação no regresso da descoberta da América em 1493.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

Algumas das maravilhas da ilha:
O património edificado da ilha é constituído por uma ampla variedade de exemplares, de vários tipos - públicos e particulares, civis, religiosos e militares, protegidos e valorizados pela sua importância histórico-cultural.

■ Farol de Gonçalo Velho
Localiza-se na ponta do Castelo, freguesia do Santo Espírito. Trata-se de um conjunto edificado integrado por um farol e pelas habitações dos faroleiros.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

■ Forte da Baía de São Lourenço
Localizava-se na baía de São Lourenço, na freguesia da Santa Bárbara. A baía de São Lourenço serviu, até à época dos antigos paquetes, como porto alternativo de abrigo ao de Vila do Porto. Estância balnear com praia e piscinas naturais.

Foto: wikipedia

■ Igreja de Nossa Senhora da Assunção
A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Assunção localiza-se na freguesia da Vila do Porto. Sob a invocação de Nossa Senhora da Assunção, padroeira da vila, data do início do século XV, constituindo-se numa das igrejas mais antigas do arquipélago.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz


■ Ermida de Nossa Senhora da Conceição (Vila do Porto)
Também conhecida como Ermida de Nossa Senhora da Conceição da Rocha ou Ermida de Santa Luzia, localiza-se no largo Sousa e Silva, na freguesia da Vila do Porto. Esta foi a primitiva igreja paroquial, a primeira de Vila do Porto. Fica localizada junto ao Forte de São Brás.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz


■ Forte de São João Baptista da Praia Formosa
O Forte de São João Baptista da Praia Formosa, também denominado como Castelo da Praia, localiza-se à Praia Formosa na baía da Praia, na freguesia da Almagreira. Em posição estratégica sobre aquele trecho da costa da ilha, era destinado à defesa daquele ancoradouro contra os ataques de piratas e corsários, outrora frequentes nesta região do Oceano Atlântico.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz


■ Ermida de Nossa Senhora da Saúde (São Pedro)
Localiza-se na freguesia de São Pedro, concelho da Vila do Porto. A actual ermida foi erguida em meados do século XVIII, em substituição à anterior, que se encontrava arruinada.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

■ Ermida de Nossa Senhora de Fátima (São Pedro)
Localiza-se no Alto das Feteiras, na freguesia de São Pedro. Foi a primeira ermida, após a Capelinha das Aparições na Cova da Iria, a ser construída sob a invocação de Nossa Senhora de Fátima.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

■ Ermida de Santo António (Santo Espírito)
A ermida localiza-se num vale, no lugar de Santo António, na freguesia do Santo Espírito, a leste no sopé do pico do Cavaleiro, junto a uma fonte, onde se origina a ribeira de Santo António, primitivamente denominada de ribeira de Diogo Gil.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

■ Igreja de Nossa Senhora da Purificação (Santo Espírito)
Também denominada de Igreja das Candeias, localiza-se na freguesia do Santo Espírito. A sua primitiva edificação remonta ao século XVI, sob a invocação de Nossa Senhora da Purificação, conforme consta de todos os seus documentos conhecidos.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

■ Museu de Santa Maria
O Museu de Santa Maria é uma instituição dedicada à etnografia e à divulgação e promoção cultural localizada na freguesia de Santo Espírito.


Onde dormir:
A ilha conta com várias unidades hoteleiras, de turismo de habitação e de turismo rural, entre outros:

Hotel Colombo - Vila do Porto



Hotel Santa Maria - Vila do Porto
Apart. Turísticos Mar e Sol - Praia Formosa - Vila do Porto
Casa de São Pedro - Turismo de Habitação - São Pedro

Apartamentos:
http://www.classificados.pt/
http://pt.anuncioo.com/
http://www.homelidays.com/
http://www.bigcasa.pt/
http://portugal.gabinohome.com/
http://www.atalho.com/

Festas e Tradições
Como nas demais ilhas açorianas, uma das actividades culturais mais marcantes são as celebrações do Divino Espírito Santo, que remontam ao início do povoamento e ao papel de destaque que a Ordem de Cristo e os Franciscanos tiveram na vida religiosa do arquipélago. As festividades incluem a coroação de uma ou mais crianças, em que o "Imperador" usa um ceptro e uma coroa de prata, símbolos do Espírito Santo, culminando com uma grande festa no sétimo domingo depois da Páscoa, o domingo de Pentecostes. Na ocasião são realizados os "Impérios" em honra do Espírito Santo, quando são distribuídas gratuitamente as chamadas "sopas", cozinhadas segundo as antigas tradições. Esta festa é celebrada em todas as freguesias.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

- Celebração do Senhor Santo Cristo dos Milagres, na Vila do Porto.
- O Festival Maré de Agosto durante os dias 23 a 26 de Agosto.
- As festas em honra da sua padroeira Nossa Senhora da Assunção, na Vila do Porto a 15 de Agosto,

Artesanato:
Destacam-se a confecção de louça e de outras peças de olaria em barro vermelho (cuja tradição atualmente se procura recuperar), as camisolas de lã feitas manualmente, as mantas de retalhos coloridas e os panos de linho, os chapéus de palha, os cestos de vime e vários objectos em madeira e ferro.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

Gastronomia
A gastronomia da ilha é rica, destacando-se o caldo de nabos, o bolo na panela, a caçoila, o molho de fígado, a sopa e a caldeirada de peixe. Entre os mariscos citam-se o cavaco, as lapas e as cracas. No campo da doçaria, citam-se os biscoitos encanelados, os de orelha, os brancos, os de aguardente e as cavacas. Entre as bebidas, o vinho de cheiro, o vinho abafado, o abafadinho, os licores de amora, de leite e a aguardente, são típicos.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

A ilha de Santa Maria com paisagens lindas, praias de areia branca, campos verdes salpicados de flores, o azul do oceano e uma imensa paz e tranquilidade, associado à gentileza das suas gentes, tornam esta ilha um local ideal para descansar.

Vá visitar, Vale a pena admirar esta lindíssima ilha.

Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.rotasturisticas.com/; olhares; http://www.portais.ws/a/stamaria.html; http://www.azorestourism.com/guia/smaria.php; http://www.azoresweb.com/santa_maria_pt.html; http://a-tropical-island.com/azore-islands/santamaria/; outros.

Foto: wikipedia_Carlos Luis MC da Cruz

Sempre que viajamos seja física ou virtualmente (através por exemplo da leitura), alargamos os nossos horizontes, pois vamos conhecer novos locais, novos costumes, novas realidades e gentes. Aumentamos o nosso conhecimento e enriquecemos interiormente.

domingo, 15 de maio de 2011

Isla Antilla



Quando estava a "arrumar" nas devidas pastas algumas fotografias antigas, encontrei as fotos das nossas férias de Páscoa em 2007. 

Nesse ano fomos até Espanha e ficamos no Hotel "Oásis" na Isla Antilla.





O interior do Hotel era lindo, com imensas plantas o que lhe dava um "ar" muito tropical.


 


A vista do nosso quarto




Como estava frio  sabia muito bem estar na piscina interior e no Jacuzi







 Mas mesmo estando um pouco de friozinho os meninos não resistiram às delicias da piscina exterior.








Passeamos pelo jardim e ao redor da piscina.









Descansamos e conversamos





O hotel ficava mesmo junto à praia, era só sair do portão e estávamos num enorme passeio, ficando a praia logo e frente.




 










Também passeamos pela calçada em frente ao hotel que ia dar até uma zona comercial.





Foi uma maravilhosa estadia.




Fotos: Pessoais